Mostrando postagens com marcador Planilhas Google. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Planilhas Google. Mostrar todas as postagens

17 de maio de 2022

Como Incorporar o Planilhas Google em uma Página Web


O Planilhas Google oferece duas formas de compartilhamento de suas planilhas, uma é compartilhar com outras pessoas, que podem editar, ler ou fazer comentários na planilha e a outra é publicar na web. No caso da publicação na web, podemos compartilhar um link de acesso ou incorporar a planilha em modo leitura em uma página web. 

É possível inserir o documento inteiro ou somente uma das planilhas em um site, onde as pessoas podem visualizar os dados e se manter atualizadas, conforme os dados são alterados.

Vamos mostrar como incorporar uma planilha do Planilhas Google em uma página web.

Antes de incorporar a planilha em uma página web, precisamos do código em formato HTML para inserir a planilha na página. Quando publicado na web, o Planilhas Google gera o código com a tag HTML <iframe>.

Como obter o código para incorporar na planilha

Abra a planilha e vá para o menu Arquivo > Compartilhar > Publicar na web.

Na janela Publicar na Web, existem duas abas, a aba Link onde o Planilhas Google gera um link de compartilhamento da planilha e aba Incorporar onde o Planilhas Google gera o código HTML para incorporar a planilha em uma página web. 

Selecione a aba Incorporar.


Logo abaixo da aba Incorporar tem uma lista suspensa (1), onde podemos escolher se vamos publicar o documento inteiro com todas as páginas da planilha, ou qual página publicar. No nosso exemplo vamos selecionar o documento inteiro.

Se quiser atualizar automaticamente o conteúdo do documento na página web, toda vez que houver alterações, selecione a opção Republicar automaticamente quando houver alterações (2).

Clique no botão Publicar.

O Planilhas Google exibe o código HTML que está entre a tag <iframe></iframe> da janela Publicar na Web.


Como inserir o código na página web

Copie o código HTML da aba Incorporar da janela Publicar na Web, na página de seu site e depois faça a formatação ou customização, para adequar a planilha ao seu site.

A figura abaixo mostra um exemplo de uma planilha incorporada na página inteira de um site, com os dados por faixa etária no Brasil, no ano de 2022.


Como cancelar a publicação da planilha

Podemos cancelar a publicação a qualquer momento. Após o cancelamento a planilha não vai mais estar disponível no site onde foi incorporada.

Para cancelar a publicação, abra a planilha e vá para o menu Arquivo > Compartilhar > Publicar na web.

Na janela Publicar na Web, clique em Suspender a publicação.


Pronto, a sua planilha não estará mais visível na página da web, onde foi incorporada anteriormente.

Com o recurso de incorporar planilhas na página web, temos a opção de exibir as informações do documento inteiro ou de uma determinada planilha do Planilhas Google, no seu blog ou site, com atualização automática das informações da planilha.

Leia a seguir

25 de abril de 2022

Como Proteger Páginas e Intervalos no Planilhas Google

 

No Planilhas Google podemos proteger a página ou intervalo de células em uma planilha, para evitar a edição de dados que você não deseja que sejam modificados, ou que sejam editados acidentalmente.

Vamos mostrar como proteger uma página ou intervalo de células de uma planilha e visualizar os intervalos protegidos.

Como acessar a configuração de proteção

1. Abra a planilha, vá para o menu Dados > Proteger páginas e intervalos

2. No painel Páginas e intervalos protegidos, exibido à direita na planilha, clique em Adicionar uma página ou intervalo.


Como proteger um intervalo

1. No painel Página e intervalos protegidos, digite uma descrição para a regra no campo Insira uma descrição

2. Clique na guia Intervalo, selecione o intervalo para proteção e clique em Definir Permissões.


Tipos de permissões

Na janela Permissões de edição do intervalo existem duas opções de permissão. Selecione a mais adequada para sua planilha.

Mostrar um aviso ao editar este intervalo
Essa permissão exibe uma mensagem informando que a pessoa vai editar um campo protegido, mas permite a edição.

Restringir quem pode editar este intervalo
Nessa permissão podemos selecionar quem pode editar o intervalo, se Somente você ou Personalizado, nessa caso podemos inserir o e-mail de outros editores para esse intervalo.


Como visualizar os intervalos protegidos

Para ficar fácil identificar quais células podem ser editadas ou não, podemos exibir no Planilhas Google os intervalos que estão protegidos na planilha

1. Para exibir os intervalos protegidos, vá para o menu Ver > Mostrar > Intervalos protegidos.



Os intervalos protegidos são exibidos com um fundo listrado.

Como proteger página

1. No painel Páginas e intervalos protegidos digite uma descrição para a regra de proteção, no campo Insira uma descrição.

2. Clique na guia Página e selecione na lista suspensa a página para proteger. No caso de proteção de página, podemos selecionar intervalos de células que são exceção ou seja, que podem ser editadas mesmo com a página protegida.

3. Para definir as células de exceção selecione Exceto algumas células e selecione o intervalo.

4. Clique em Definir permissões e configure as permissões na janela Permissões de edição do intervalo.


Como remover a proteção

1. Abra a planilha, vá para o menu Dados > Proteger páginas e intervalos

2. No painel Páginas e intervalos protegidos, selecione a regra de proteção que deseja remover e clique na lixeira ao lado da descrição.


Mas lembre-se que mesmo que a planilha esteja protegida contra edições, ela ainda pode ser impressa, copiada ou exportada.

Leia a seguir

Como Abrir Arquivo CSV no Planilhas Google

8 de abril de 2022

Como Inserir Minigráficos no Planilhas Google

 


Com o aumento da utilização de relatórios, devido à grande quantidade de informações e a dificuldade para interpretar os dados, cada vez mais precisamos representar as informações de forma visual. O Planilhas Google possui uma função para criar gráficos em miniatura em uma célula, que pode ser usada para exibir a tendência ou evolução dos valores em cada linha ou coluna. 

A função do Planilhas Google que cria gráficos em miniatura na célula é a SPARKLINE. Os tipos de gráficos em miniatura existentes são:

  • Linha
  • Barra
  • Coluna
  • Ganho e Perdas

A função SPARKLINE é representada pela fórmula:

SPARKLINE(dados; [opções])

No argumento dados devemos preencher com o intervalo das células onde estão os valores para usar no gráfico. 

No argumento opções, que é opcional, podemos detalhar algumas características de formatação do gráfico, como cor, espessura de linha, eixos, representação das células vazias. Quando preenchido, deve sempre usar o formato opção \ valor.

Vamos mostrar como criar gráficos em miniatura em uma planilha de marketing, com informações de visualizações e ganhos de um site.

Como criar o gráfico em miniatura

Para criar um gráfico em miniatura em uma célula da planilha, podemos digitar o nome da função diretamente na célula ou inserir a função através do menu Inserir > Função > Google > SPARKLINE

Após inserir a função preencha o primeiro argumento dados que é obrigatório, com o intervalo das células, onde estão os valores a serem usados no gráfico. 

No exemplo abaixo, temos um gráfico de linha, cujos valores estão entre as células B2 e G2 e a função SPARKLINE que está na célula H2.


Este é um gráfico do tipo Linha. Para criar os gráficos de outros tipos como barra, coluna e ganhos/perdas, devemos preencher o argumento opções da função SPARKLINE, com a opção charttype. Essa opção pode ter os valores:

  • line: para o gráfico de linha, por exemplo: =SPARKLINE(A2:A10;{"charttype"\"line"}). No caso do gráfico tipo Linha, não é necessário preencher o campo charttype, porque se estiver vazio, o Planilhas Google cria o gráfico do tipo Linha, por padrão. 
  • bar: para o gráfico de barra, por exemplo: =SPARKLINE(A2:A10;{"charttype"\"bar"})
  • column: para o gráfico de coluna, por exemplo: =SPARKLINE(A2:A10;{"charttype"\"column"})
  • winloss:  para o gráfico de perdas e ganhos, por exemplo: =SPARKLINE(A2:A10;{"charttype"\"winloss"})

No exemplo abaixo, temos um gráfico miniatura tipo Coluna:


Como formatar o gráfico em miniatura

Dependendo do tipo de gráfico, o Planilhas Google fornece um conjunto de opções específicas de formatação para cada gráfico. Você pode ver todas as opções na Ajuda do Planilhas Google.

Vamos destacar somente alguns exemplos de formatações, que podemos fazer em cada tipo de gráfico.

Gráfico miniatura Linha

No gráfico miniatura tipo Linha vamos alterar a cor e a espessura da linha no gráfico, usando as opções color e linewidth.

=SPARKLINE(B2:G2;{"charttype"\"line";"color"\"blue";"linewidth"\2})

ou

=SPARKLINE(B2:G2;{"charttype"\"line";"color"\"#0000ff";"linewidth"\2})

Na opção color use o nome da cor em inglês ou o código hexadecimal da cor. No primeiro exemplo, usamos "blue", no segundo exemplo, usamos "#0000ff" que representa a cor azul.

Lembre-se todas as opções de cor podem usar o nome da cor em inglês, ou o código hexadecimal da cor.

Na opção linewidth digite um número que representa a espessura da linha no gráfico, no exemplo usamos o valor 2.


Gráfico miniatura Coluna

No gráfico miniatura tipo Coluna vamos alterar a cor, usando a opção color

=SPARKLINE(B3:G3;{"charttype"\"column";"color"\"green"})

Na opção color use o nome da cor em inglês ou código hexadecimal, no exemplo, usamos "green".


Gráfico miniatura Ganhos e Perdas

No gráfico miniatura de Ganhos e Perdas vamos alterar a cor do gráfico e a cor da coluna que possui valor negativo, usando as opções color e negcolor.

=SPARKLINE(B4:G4;{"charttype"\"winloss";"negcolor"\"red";"color"\"darkblue"})

Na opção negcolor use o nome da cor em inglês ou código hexadecimal, no exemplo, usamos "red".

Na opção color use o nome da cor em inglês ou código hexadecimal, no exemplo, usamos "darkblue".


Gráfico miniatura Barra

No gráfico miniatura tipo Barra vamos alterar a cor das barras, usando as opções color1 e color2.

=SPARKLINE(B5:G5;{"charttype"\"bar";"color1"\"blue";"color2"\"yellow"})

As opções color1 e color2 definem as cores da primeira e segunda cor usadas no gráfico. No exemplo, usamos as cores azul e amarelo. 

Como exibir células vazias no gráfico em miniatura

Se existirem células vazias no meio dos dados da planilha, podemos definir como o gráfico vai apresentar a informação da célula vazia. Nesse caso use a opção empty, que pode receber os valores zero, para classificar a célula vazia como se tivesse um valor numérico zero, ou ignore, para ignorar a célula vazia.

=SPARKLINE(B2:G2;{"charttype"\"line";"empty"\"ignore"})

No exemplo, usamos a opção empty como ignore.


Agora que você viu como criar e formatar gráficos em miniatura no Planilhas Google, pode melhorar a apresentação visual das informações em suas planilhas, incluindo os gráficos, para facilitar a compreensão da evolução ou tendência dos dados.

Leia a seguir

10 de janeiro de 2022

Como fazer um calendário personalizado no Planilhas Google


Já pensou em criar um calendário personalizado para organizar alguma atividade que gostaria de deixar separado de um aplicativo de calendário? Com o Planilhas Google você pode criar um calendário personalizado e até mesmo compartilhar com os colegas.

Vamos mostrar como criar um calendário personalizado no Planilhas Google, que você pode usar em qualquer navegador.

Como criar o calendário

1. Abra uma nova planilha.

2. Na primeira célula digite janeiro.

3. Selecione as células da primeira linha da coluna A até a coluna G. Clique em “Merge” para mesclar todas as colunas em uma única coluna e em alinhar o texto no “Centro”. 

4. Agora vamos inserir os dias da semana. Existem duas formas de fazer isso, entrar com os dias manualmente ou usar uma fórmula. 

Vamos usar uma fórmula para fazer o preenchimento automático. Digite a fórmula abaixo na célula da segunda linha na coluna A. Selecione a célula e arraste até a coluna G.

=TEXT(COLUMN();"DDDD") 

Observe que os dias da semana foram preenchidos de forma automática. Lembre-se, você pode fazer esse passo inserindo os dias da semana de forma manual, se preferir.


5. Agora vamos inserir as datas dos dias da semana. Na linha logo abaixo dos dias da semana use o recurso de arrastar e soltar no sentido horizontal, para preencher todas as células com as datas, obedecendo a ordem das datas com os dias da semana. Pule uma linha e repita o procedimento para todas as linhas até completar todos os dias da semana do mês. O calendário deve ficar parecido com o da figura abaixo, para o mês de janeiro de 2022:

6. Selecione as linhas que estão vazias e aumente a altura para ter mais espaço para fazer as anotações. Faça uma formatação na página, para deixar a aparência do calendário mais profissional.

7. Com o mês de janeiro pronto, duplique a planilha de janeiro para criar as planilhas dos meses de fevereiro a dezembro. Para duplicar a planilha, clique na aba da planilha do mês de janeiro e em “Duplicar”.

8. Faça as alterações do nome do mês e das datas do mês.

Com o calendário criado no Planilhas Google você tem um calendário personalizado, que pode editar diretamente no navegador, compartilhar com colegas as tarefas e compromissos e separar calendários por projetos, campanhas de marketing ou eventos.

Leia a seguir:




5 de janeiro de 2022

Como criar lista suspensa no Planilhas Google

 


Quando preenchemos uma planilha normalmente existem células que devem ser preenchidas com informações repetidas em todas as linhas da planilha. Se as informações forem sempre as mesmas como se pertencessem a uma lista de dados, fica mais fácil e rápido selecionar uma lista de dados. Esta possibilidade existe no Planilhas Google, através da inserção de uma lista suspensa na célula.

Ao invés de termos o dado preenchido em vários formatos como por exemplo, usar a primeira letra maiúscula ou minúscula, colocar a palavra no singular ou plural, vamos ter uma consistência na entrada do dado, o que facilita o preenchimento, a busca e o filtro das informações na planilha.

Vamos mostrar como criar lista suspensa no Planilhas Google, usando lista de itens ou lista de itens de um intervalo, com um exemplo de uma planilha com informações de documentos de pessoas. Se prefere o tutorial no formato de vídeo, assista ao vídeo no final da página.

O exemplo que vamos usar mostra uma célula onde podemos escolher o tipo de documento RG, CPF ou CNH. No momento de preencher a célula, ao invés de digitar o tipo de documento, selecionamos o tipo em uma lista suspensa.

Como criar lista de itens

Abra a planilha, selecione as células que devem exibir a lista suspensa e vá  até o menu Dados > Validação de dados.


Na janela “Validação de Dados” vá até o campo “Critérios”, selecione “Lista de itens”, digite os itens da lista suspensa, separados por vírgula e clique no botão “Salvar”.


Para usar a lista suspensa e preencher os dados na planilha, vá até a célula onde inseriu a lista suspensa, clique na seta do lado direito e selecione o item desejado da lista.


Como criar lista de um intervalo

Para criar a lista suspensa na célula usando uma lista de intervalo é necessário criar uma lista em um outro local. Pode ser na mesma planilha mas em uma posição fora da tabela de dados atual, ou em uma outra página da planilha, vamos optar em inserir a lista de itens em uma outra página

Abra a planilha, crie uma nova página e insira os itens da lista suspensa. 

Vá para a página onde estão seus dados, selecione as células que devem exibir a lista suspensa e vá  até o menu Dados > Validação de dados.

Na janela “Validação de dados”, vá até o campo “Critérios”, selecione “lista de um intervalo”. No campo ao lado preencha com o intervalo onde estão os dados e clique no botão “Salvar”.


Para usar a lista suspensa use o mesmo procedimento descrito em como criar lista de itens.

Como excluir a lista suspensa

Selecione todas as células que possuem a lista suspensa, vá até o menu Dados > Validação de Dados e clique no botão “Remover validação” na janela “Validação de dados”.

Com o recurso de lista suspensa é mais fácil preencher as páginas das planilhas, além de facilitar a busca por palavras, já que os dados da lista suspensa possuem as palavras com a mesma formatação, evitando a dúvida se a palavra está em letra maiúscula ou minúscula.

Assista ao vídeo como criar lista suspensa no Planilhas Google para facilitar o preenchimento de dados repetidos na planilha.

Leia a seguir




31 de maio de 2021

Como Criar Tabela Dinâmica no Planilhas Google

Com a tabela dinâmica do Planilhas Google, podemos criar tabelas que fazem totalizações e contagens de dados a partir de outra tabela. Esse recurso é útil para totalizar, contar itens ou fazer várias outras operações matemáticas de forma dinâmica, ou seja, conforme alteramos os dados da tabela de origem, obtemos a atualização da tabela dinâmica automaticamente. Com esse recurso podemos montar relatórios, que são atualizados conforme os dados são inseridos ou alterados na tabela.

Esse post mostra como criar tabela dinâmica usando Planilhas Google, através de dois exemplos, um que faz a totalização de gastos realizados por cliente, e outro que faz a contagem de clientes no período.

A tabela de clientes que será a tabela de origem para a tabela dinâmica, possui uma coluna com a data, nome do cliente e valor total gasto.


A partir desta tabela vamos gerar duas tabelas dinâmicas, a primeira para totalizar o gasto de cada cliente no período de três meses, que é o período de origem das informações, e a segunda para contar o número de vezes que cada cliente fez compras, no mesmo período de três meses.

Durante a criação da tabela dinâmica existe a opção de criar a tabela na mesma página ou em uma nova página. Você pode escolher o que for melhor para o seu caso. Nos exemplos do post vamos colocar em uma nova página, para ficar mais organizado, porque separando os dados de origem da tabela dinâmica, fica mais fácil para visualizar, como se fosse um relatório, e dá mais liberdade para inserir dados na tabela de origem.

Criando a Tabela Dinâmica

Para cria a tabela dinâmica abra a planilha no Planilhas Google, selecione todas as células onde estão os dados, vá até o menu Inserir > Tabela dinâmica. Na janela “Criar tabela dinâmica” observe que o campo “Intervalo de dados” já está preenchido com o intervalo dos dados que você selecionou. 

No campo “Inserir em”, selecione “Nova página”, para criar a tabela dinâmica em uma página nova na planilha, ou “Página existente”, para inserir a tabela dinâmica na página atual. Se optar por essa opção, preencha o campo logo abaixo, com a informação da célula onde quer iniciar a tabela dinâmica. Vamos selecionar a opção “Nova página”.

O Planilhas Google cria uma página nova chamada “Tabela Dinâmica1”, e abre o painel “Editor da tabela dinâmica” do lado direito da página.


No painel “Editor da tabela dinâmica” você pode definir as linhas e colunas de sua tabela dinâmica, preenchendo os campos:

  • Linhas: Este campo define as linhas da tabela dinâmica.
  • Colunas: Este campo define as colunas da tabela dinâmica.
  • Valores: Este campo define qual operação vamos realizar na tabela dinâmica.
  • Filtros: Este campo define a coluna para usar como filtro.

Uma vez criada a tabela dinâmica vazia, podemos agora configurar a tabela, para obter os dados com os cálculos desejados.

Tabela Dinâmica para Totalizar Valores

Para exemplificar como criar a tabela dinâmica para totalizar valores, vamos usar a tabela vazia criada anteriormente e preencher os campos do painel “Editor da tabela dinâmica”:

No campo “Linhas”, clique em “Adicionar” e selecione a coluna “Clientes”.

No campo “Valores”, clique em “Adicionar” e selecione a coluna “Total”. 

No painel “Total”, no campo “Resumir por”, selecione “SUM”. Veja o resultado da tabela dinâmica, a partir dos dados de origem.


Se quiser filtrar os dados da tabela dinâmica preencha o campo “Filtros” no painel “Editor da tabela dinâmica”. 

No campo “Filtro”, clique em “Adicionar” e selecione a coluna que deseja configurar o filtro. Na tabela dinâmica de totalização, selecionamos o campo “Clientes”.

Veja o resultado do filtro que exibe o gasto de três clientes, com a totalização de todos os gastos.


O filtro possui várias configurações onde você pode aprimorar os tipos de filtros. Você pode selecionar filtros por condição ou por valores. Para visualizar todas as opções selecione a lista suspensa “Status”, no painel “Clientes”.


Tabela Dinâmica para Contar Itens

Para exemplificar como criar a tabela dinâmica para contar itens, vamos usar a tabela vazia criada anteriormente e preencher os campos do painel “Editor da tabela dinâmica”:

No campo “Linhas”, clique em “Adicionar” e selecione a coluna “Clientes”.

No campo “Valores”, clique em “Adicionar” e selecione a coluna “Clientes”. 

No painel “Clientes”, no campo “Resumir por”, selecione “COUNTA”. Veja o resultado da tabela dinâmica, a partir dos dados de origem.


Para filtrar os dados, você pode usar o mesmo procedimento usado na tabela dinâmica para totalizar valores.

Com o recurso de criar tabela dinâmica do Planilhas Google, você pode montar relatórios dinâmicos com informações de totalização, contagem e várias outras operações matemáticas, a partir de seus dados, e manter o relatório atualizado, mesmo com alterações nos seus dados de origem.

Leia a seguir



29 de abril de 2021

Como Realçar Valores Duplicados no Planilhas Google

No Planilhas Google é possível realçar com cores os valores duplicados em uma coluna, facilitando a visualização dos valores repetidos. Veja como realçar os valores duplicados usando fórmula e formatação condicional.

Para mostrar como realçar os valores duplicados, vou usar uma planilha com uma coluna preenchida com valores numéricos. Entre os valores existem alguns repetidos.


Para realçar os valores duplicados vá até o menu FORMATAR > FORMATAÇÃO CONDICIONAL, na planilha onde está a lista numérica.


No painel "Regras de formatação Condicional", na aba "Cor Única", preencha o item "Aplicar ao intervalo", o intervalo de linhas onde estão os valores, no exemplo, os valores estão entre as linhas A1 e A10.

Na seção "Regras de formatação", selecione no campo "Formatar células se...", a opção "A fórmula personalizada é". No próximo campo digite a fórmula:

=COUNTIF(A:A; A1)>1 

Na fórmula o valor A:A representa a coluna, A1 a célula inicial onde estão os valores, e >1 define que o valor apareça mais de uma vez.

No campo "Estilo de formatação" defina a formatação que deseja aplicar nos valores repetidos. No exemplo, está definido que os valores repetidos devem estar em negrito e com o fundo na cor amarela. Clique no botão "Concluído".

O uso da formatação condicional para realçar os valores duplicados no Planilhas Google, é muito útil para visualizar de forma fácil os itens repetidos em uma lista. Essa fórmula é válida tanto para valores numéricos como para texto. No caso de texto a fórmula não diferencia letras maiúsculas de letras minúsculas, por exemplo, o nome João e joão conta como itens repetidos.

Leia a seguir

26 de fevereiro de 2021

Como Gerar Números Aleatórios no Planilhas Google


O Planilhas Google possui funções para gerar números aleatórios em suas células. Você pode definir um intervalo entre os limites máximos e mínimos do número ou a quantia de linhas e colunas para preencher com números aleatórios.

Nesse tutorial você vai ver como gerar números aleatórios em uma única célula ou em várias linhas e colunas no formato de tabela.

Gerar Números Aleatórios nas Células

O Planilhas Google possui a função RANDBETWEEN([baixo], [alto]) para gerar números aleatórios em uma célula. O parâmetro[baixo] deve ser preenchido com o valor do limite inferior do número aleatório, e o parâmetro [alto] pelo valor do limite superior do número aleatório. 

Por exemplo, para gerar um número aleatório entre 1 e 50 digite na célula, onde deseja colocar o número aleatório, =RANDBETWEEN(1,50) e pressione a tecla ENTER.


Se desejar usar valores configuráveis de outras células como limites inferior e superior do número aleatório, substitua os parâmetros [baixo] e [alto] pela posição das células com os valores dos limites.

No exemplo abaixo o limite inferior está na célula C2 com o valor 25 e o superior na célula D2 com o valor 50, portanto o número aleatório gerado está entre 25 e 50.


Mas lembre-se a função RANDBETWEEN é considerada uma função volátil, o que significa que o valor do número aleatório muda toda vez que a planilha sofre alterações. Você pode alterar como esse valor muda acessando as configurações da planilha através do menu Arquivo > Configurações da planilha aba Cálculo.


No campo Recálculo você pode escolher a frequência com que a planilha altera o número aleatório, se:
  • Ao alterar
  • Ao alterar e a cada minuto
  • Ao alterar e a cada hora

Gerar Números Aleatórios nas Linhas e Colunas

O Planilhas Google possui a função RANDARRAY([linhas], [colunas]) para gerar números aleatórios nas linhas e colunas no formato de tabela. O parâmetro[linhas] deve ser preenchido com número de linhas e o parâmetro [colunas] pelo número de colunas da tabela.

Por exemplo, para gerar uma tabela com 10 linhas e 3 colunas com números aleatórios digite na célula, onde deseja iniciar os números aleatórios, =RANDARRAY(10;3) e pressione a tecla ENTER.


A função 
RANDARRAY gera números aleatórios somente entre os valores 0 e 1.

As funções RANDBETWEEN e RANDARRAY facilitam a geração de números aleatórios no Planilhas Google e permitem criar os valores tanto em uma única célula como em uma tabela com tamanho customizado.

Para ver como gerar números aleatórios no Excel ao invés do Planilhas Google, acesse o tutorial Como Gerar Números Aleatórios no Excel

1 de outubro de 2020

Como Exibir QrCode no Planilhas Google


O QrCode se transformou em um padrão para fornecer informações através de um código de barras 2D facilmente lido pelas câmeras de celulares. Cada vez mais usamos o QrCode para diversas aplicações nas áreas de marketing, indústria, varejo, automação, comércio, citando apenas algumas, além do uso mais comum em emissão de tickets, cupons e mais recentemente como uma forma de passar informações sem um contato direto entre as pessoas e objetos, como por exemplo o uso em cardápios de restaurantes.

Com o aumento do uso de QrCode precisamos ter uma forma fácil e automática de gerar esses códigos para várias informações distintas. Vamos supor uma situação em que precisemos gerar vários QrCode para uma lista de URL ou qualquer outro tipo de informação, uma opção para gerar esses códigos é utilizar o Planilhas Google

O Planilhas Google permite gerar QrCode em suas células usando a função Image e a API de Gráficos do Google com a URL que configura o QrCode:

https://chart.googleapis.com/chart?chs=200x200&cht=qr&chl=informação_do_qrcode

Você pode testar a geração do QrCode em seu navegador. Para isso digite a URL acima no campo de endereço de URL de seu navegador e substitua o texto informação_do_qrcode pelo texto que deseja inserir no Qrcode. Veja o QrCode gerado no navegador usando a url acima:

Exemplo de QRCode

A API possui vários parâmetros para configurar o QrCode, alguns são obrigatórios outros são opcionais, ou seja, você pode gerar o QrCode usando somente os parâmetros obrigatórios:

  • chs (obrigatório): Define o tamanho largura x altura em pixels.
  • cht (obrigatório): Define que o código a ser gerado é um QrCode.
  • chl (obrigatório): Define os dados que o QrCode vai armazenar.
  • choe (opcional): Define a codificação dos caracteres dos dados. Os valores de codificação podem ser:
    • UTF-8 (padrão)
    • Shift-JIS
    • ISO-8859-1
  • chld (opcional): Define o nível de correção do erro* no formato nível|margem**. Os valores de nível de erro podem ser:
    • L (Valor padrão): Permite a leitura da informação com até 7% de perda dos dados.
    • M: Permite a leitura da informação com até 15% de perda dos dados.
    • Q: Permite a leitura da informação com até 25% de perda dos dados.
    • H: Permite a leitura da informação com até 30% de perda dos dados.

* O nível de correção do erro refere-se a leitura de dados do QrCode com problemas, como por exemplo, dados perdidos, obscurecidos ou até mesmo que tenha uma certa dificuldade na leitura do código.

** A margem se refere a largura da borda branca em torno da parte de dados, essa largura é definida em linhas. O padrão são 4 linhas de largura.

Para inserir o QrCode em uma célula do Planilhas Google digite a fórmula abaixo na célula onde vai exibir o QrCode:

=image("https://chart.googleapis.com/chart?chs=200x200&cht=qr&chl="&A2)

Configurei o parâmetro chs para exibir um QrCode com tamanho de 200x200 pixels e o parâmetro chl com o valor da célula A2 que é uma URL.

Veja que a célula B2 exibe o Qrcode referente a URL https://blog.romarconsultoria.com.br da célula A2.

 

Se você quiser criar uma lista de informações com os seus respectivos QrCode como por exemplo, uma lista de URL, escreva a lista de URL embaixo da célula A2, selecione a célula B2 e arraste o quadrado azul por todas as linhas onde deseja criar o Qrcode. A fórmula do QrCode irá se replicar por todas as linhas já usando a URL especificada na coluna de URL.

Pronto agora você tem uma forma automática de gerar vários QrCodes com informações diferentes usando o Planilhas Google.


Assine a Newsletter