terça-feira, 24 de julho de 2018

O Que Significa o Termo Big Data



Atualmente cada vez mais estamos rodeados de dados por todos os lados. A maioria desses dados são criados por nós mesmos através de acessos à rede social, conversas em aplicativos de comunicação, envio de mensagens, postagens de fotos e vídeos, somente citando algumas formas que a maioria das pessoas utilizam nos dias de hoje.

Estamos gerando uma quantidade grande de dados graças aos computadores, celulares, tablets, e sensores existentes na maioria dos equipamentos digitais, que capturam as informações e traduzem em dados.

Definição do termo Big Data

Quando falamos em Big Data estamos nos referindo a uma quantidade exponencial de dados que geramos. Esses dados precisam ser analisados para compreendermos o que está acontecendo ao nosso redor e podermos tirar vantagens de todas essas informações.

O termo Big Data existe há um tempo, mas foi tratado no início como um modismo passageiro, como acontece com muitos termos que aparecem na área de tecnologia. Com o passar do tempo o termo ficou cada vez mais forte e atualmente com as novas tecnologias como por exemplo, Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina, continuamos a utilizar uma quantidade enorme de dados, e precisamos cada vez mais ter a habilidade de analisar e usar os dados.

A teoria por trás do Big Data diz que, quanto mais conhecermos sobre um determinado assunto, mais poder temos no discernimento e previsão do que pode acontecer no futuro. A análise dos dados nos permite conhecer o relacionamento entre os dados e fazer previsões para o futuro.

Vemos exemplos de utilização de Big Data em nossos aplicativos atuais como nos anúncios que são selecionados de acordo com o perfil de cada pessoa, as recomendações de conhecidos no Linkedin, ou as recomendações do Netflix ou da Amazon.

Tipos de dados gerados

Os dados gerados no Big Data são normalmente desestruturados, ou seja, não é possível organizá-los em linhas e colunas como fazíamos em uma planilha Excel ou em um banco de dados tipo SQL Server.

Os dados gerados estão em vários formatos; temos os textos, figuras, vídeos, áudios, dados de sensores tipo GPS entre outros.

Juntamente com a diversidades de dados também está associado o tamanho dos dados. O armazenamento, análise e visualização dos dados precisa cada vez mais de novas tecnologias.

Utilização dos dados

As empresas podem fazer uso dos dados de várias formas como por exemplo, melhorar as tomadas de decisões, aumentar o desempenho das operações ou até mesmo ganhar dinheiro com os dados.

Os dados coletados podem auxiliar nas tomadas de decisões baseados no comportamento de consumo do cliente. Com essas informações as empresas podem decidir qual a melhor forma de fazer o marketing do produto ou melhorar o produto, a partir das informações de quais funções são mais utilizadas.

Com as informações obtidas em sensores as indústrias podem melhorar o desempenho da produção do produto, através das medições obtidas nas várias etapas da fabricação.

As empresas podem ganhar dinheiro com o Big Data, através de uma nova forma de monetização usando os dados como um produto.

Enfim a utilização dos dados do Big Data é cada vez mais necessária para todos os tamanhos de empresas, desde a pequena empresa até às empresas de grande porte. Atualmente as empresas em diferentes ramos de atividade em algum momento irão utilizar, comercializar ou se beneficiar com esses dados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário