O Que é a Indústria 4.0

Indústria 4.0

Algumas pessoas dizem que estamos entrando em uma nova revolução industrial por causa da chamada Indústria 4.0, mas o que é a Indústria 4.0, o que mudou recentemente para pensarmos em uma revolução industrial. Qual a diferença da indústria em funcionamento atualmente. Descubra o que é a Indústria 4.0 e quais as mudanças esperadas para o futuro.

Evolução da Indústria

Para entender o que vem a ser a Indústria 4.0 vamos conhecer a evolução da indústria desde o início até os dias de hoje.

Indústria 1.0

O início da industrialização começou na Inglaterra no século 18 com as máquinas movidas à vapor e a utilização de água, que mecanizaram alguns trabalhos realizados pelos trabalhadores de forma manual. A “indústria” como passou a ser chamada iniciou no setor de agricultura e logo em seguida foi para o setor têxtil.

Indústria 2.0

A próxima revolução industrial apareceu com a invenção da eletricidade juntamente com a criação da linha de montagem e produção em massa. Além disso outros setores foram introduzidos na indústria como o telégrafo e as ferrovias.

O início da produção do aço ajudou a introduzir as ferrovias, que por consequência aumentaram a produção em massa. Uma outra área que merece destaque foi a evolução da química com a produção de corante sintético.

Infelizmente a revolução industrial sofreu uma parada com relação a evolução devido a Primeira Guerra Mundial. A produção em massa continuou somente na área relacionada a guerra, como produção de material bélico, mas não ocorreram evoluções.

Indústria 3.0

A Indústria 3.0 iniciou-se após a Segunda Guerra Mundial com a substituição dos sistemas analógicos e mecânicos pelos digitais e ficou conhecida como Revolução Digital ou Era da Informação.

Essa indústria está relacionada com computadores, com o começo da automação, e a tecnologia da informação e comunicação.

Indústria 4.0

A Indústria 4.0 traz a indústria para um novo patamar com a automação dos processos de produção com a introdução da tecnologia customizável e mais flexível da produção em massa.

Isso significa que as máquinas vão começar a operar de forma mais independente sendo capazes de coletar, analisar os dados obtidos, e se comunicar entre si usando a tecnologia da Internet das Coisas, essa comunicação passou a ser conhecida como Sistema Cyber-Físico (CPS sigla em inglês), que faz a integração entre a computação e os processos físicos. Os fabricantes serão capazes de se comunicar com os computadores ao invés de somente operá-los.

evolução da indústria

Definição da Indústria 4.0

O termo Indústria 4.0 apareceu em 2011 onde um grupo de representantes de vários setores da Alemanha começou a discutir como melhorar a competitividade da indústria alemã. O governo alemão resolveu utilizar a ideia para o planejamento da evolução tecnológica da indústria para 2020. Logo em seguida fundou-se um grupo de trabalho para fazer aconselhamento sobre a Indústria 4.0.

A Indústria 4.0 introduziu o termo “fábricas inteligentes” onde o sistema cyber-físico monitora o processo físico da fábrica, tomando decisões descentralizadas a partir da coleta e análise das informações obtidas através Internet das Coisas. 

Para que uma indústria seja considerada como Indústria 4.0 precisa atender alguns princípios:

  • Interoperabilidade: As máquinas, dispositivos, sensores e pessoas devem se comunicar entre si. Este é o princípio mais importante de todos.
  • Transparência de Informação: Deve ser capaz de fazer uma cópia virtual do que ocorre no mundo físico usando as informações dos sensores, e ser capaz de monitorar o que ocorre no meio ambiente de forma a obter a informação contextualizada.
  • Assistência Técnica: Deve ser capaz de dar suporte aos humanos na tomada de decisões e soluções de problemas, além de auxiliar nas tarefas complexas e inseguras.
  • Decisões Descentralizadas: Deve ser capaz de tomar decisões e agir de forma autônoma para customizar produtos ou resolver problemas, de forma a gerar um ambiente flexível de produção.
  • Tempo Real: Deve ser capaz de coletar dados em tempo real, armazená-los e analisa-los de forma a conseguir resolver os problemas. Esse não é um requisito somente para um mercado de pesquisas, mas também para uma linha de montagem de produção.
  • Orientação a Serviço: Deve ser capaz de produzir de acordo com a especificação do cliente.
  • Modularidade: Atualmente as fábricas produzem sempre de uma mesma forma orientadas ao movimento do mercado, não permitindo mudanças rápidas em sua forma de produção, caso ocorra alguma mudança no mercado. As fábricas inteligentes devem ser capazes de mudar a produção de acordo com mudanças sazonais e mudanças de mercado de forma rápida.

Vantagens e Desafios

A Indústria 4.0 vai revolucionar o processo da indústria que conhecemos hoje, mas como toda revolução existem vantagens e desafios.

Vantagens

Algumas vantagens que a Indústria 4.0 vai trazer:

  • Otimização: A “fábrica inteligente” vai usar cada vez mais dispositivos inteligentes com a capacidade de melhorar o processo da industrialização, isso vai ser benéfico para a indústria que usa equipamentos de alta tecnologia, fazendo com que o processo tenha um tempo menor de inatividade.
  • Customização: O fato da indústria ser orientada ao cliente gera uma flexibilidade no mercado produzindo os produtos de forma mais rápida, atendendo as necessidades do cliente.
  • Incentivo à Pesquisa: A Indústria 4.0 precisa do desenvolvimento de novas tecnologias gerando mais pesquisas em diversas áreas como por exemplo, segurança da informação. Isso vai gerar mais treinamento e pesquisas. A indústria vai precisar de profissionais com conhecimentos e habilidades conhecidas ou que vão ser desenvolvidas.

Desafios

A Indústria 4.0 está trazendo muitas novidades, mas como toda novidade existem também os desafios que precisamos começar a pensar como:

  • Segurança dos Dados: A cada integração de sistemas deve existir um cuidado cada vez maior com a segurança dos dados. Com a inclusão da tecnologia da Internet das Coisas onde cada vez mais os sistemas e equipamentos estão conectados, existe um risco com a segurança das informações e uma dificuldade em garantir essa segurança.
  • Confiabilidade e Estabilidade: A comunicação entre os sistemas precisa apresentar uma confiabilidade e estabilidade que infelizmente é difícil garantir e manter o tempo todo durante o funcionamento do sistema.
  • Perda de Emprego: Sempre que aumentamos a automação das fábricas é inevitável a perda de empregos em alguns cargos. A indústria vai precisar de funcionários com habilidades e conhecimentos novos. Algumas profissões como conhecemos hoje deixarão de existir e aparecerão novas profissões.
  • Investimento: A Indústria 4.0 vai precisar de grandes investimentos pela necessidade de desenvolvimento e pesquisa de novas tecnologias. Isso não vai ser barato e provavelmente somente as grandes empresas terão condições de investir, as pequenas empresas não vão poder acompanhar e como consequência podem perder a sua fatia de mercado.
  • Privacidade: A Indústria 4.0 vai precisar cada vez mais dados do consumidor para produzir os produtos de acordo com a necessidade do consumidor. As informações vão ser compartilhadas entre vários setores e entre empresas. O cuidado e como vão ser tratadas essas informações apresentam um grande desafio para a indústria.

Além desses desafios existe uma falta de conhecimento, experiência e mão de obra para trabalhar com essas tecnologias, exatamente por serem novas. Também temos o problema de falta de investimento em pesquisa e produção de novas tecnologias.

Apesar dos desafios e preocupações a Indústria 4.0 pode trazer benefícios como, melhorar a vida do trabalhador e a produção em locais de risco a fim de melhorar a saúde e a segurança dos trabalhadores, além de criar uma indústria mais eficaz e produtiva.

Referências:
What Everyone Must Know About Industry 4.0
Industry 4.0